Questão de honestidade individual e também de oportunidade no acesso à propriedade

Caso de polícia por nobres motivos, as fraudes com objetivo de burlar as cobranças pelo uso da energia elétrica demonstram ser em parte de suas aparições uma das variadas consequências de descompassos entre atos de governantes e certa parte da nossa sociedade, com réplicas noutras porções do mundo, relativos à garantia para cidadãos urbanos e campesinos de acesso e resguardo à posse de propriedades onde queiram fazer morada e/ou das quais pretendam tirar tirar o sustento econômico.

De mais de um mês para cá os adeptos dos "gatos" como alívio para as cobranças pelo consumo de eletricidade em Araçatuba e Birigui, no interior de São Paulo, tiveram interrompida por oportuna ação da Polícia Civil e da concessionária CPFL Paulista sua expectativa de se conservarem imunes às recompensas por parte das autoridades com fundamento nos efeitos colaterais da prática na segurança dos autores e de quem convive com eles e na ordem das finanças inerentes a um serviço de contínua importância coletiva. Varreduras em casas e empresas revelaram às equipes meticulosas estratégias incluindo ligação direta de imóveis aos postes, ,conexão invertida de fios e substituição de lacres da companhia por outros quaisquer nos medidores e um método de fraude alinhado ao presente século, o controle clandestino à distância,por radiofrequência, do trabalho dos "padrões de energia" de uma fábrica biriguiense. Dezenas de proprietários dos imóveis acabaram presos nessa jornada conhecida como Operação Gato de Botas 2, muitos deles gerando uma movimentação extra em um fórum araçatubense onde foram chamados para audiências.

A esses gatunos de todos os quais aparentam ser os imóveis é muito capaz de bastar o peso das reações do poder público. Já em Mato Grosso do Sul o uso ilegal da energia, sem anular por completo a viabilidade de se condecorar os fraudadores com similares sanções, engloba um cenário de penúria no acesso a moradias dignas e financeiramente viáveis que leva famílias humildes de Dourados e Campo Grande a improvisar, dentre praticamente todos os elementos estruturais de de suas casas, a captação de eletricidade. No segundo mais populoso município e na capital do estado a Polícia Militar e a concessionária Energisa puseram-se a aplicar a moradores de conjuntos habitacionais frutos de ocupações irregulares de terrenos privados o básico do que era feito lá no Sudeste, o desmonte dos "gatos". Não se exclui a prerrogativa das autoridades de aplicar a essa gente os procedimentos de praxe para responsabilização criminal devido ao reconhecimento da ilicitude da estratégia por uma vítima da "favelização" da primeira cidade entrevistada para uma reportagem do Midiamax, na qual afirmava-se disposta a pagar pelo serviço e regularizar suas condições de uso.

Nem tão difícil é de ser percebida a existência de muito legítimas vias pelas quais se possa retirar dito contingente populacional da rota carcerária, algo deletério ao já precário regime de desenvolvimento dos menores de idade que estejam integrando algumas famílias. A resolução dos impasses e o máximo impedimento a que se repitam têm para irem além de rotineiro desejo tudo que os governantes perceberem como necessário em matéria de facilitação do acesso a moradia não restrita a oferecê-la "de graça" e da calafetação de vazios na autoridade das normas que prometem resguardo ao direito de cada indivíduo ou grupo a terem suas propriedades e o dever de respeito às posses uns dos outros.

Em tempos de convalescente economia, o sonho de ter uma moradia em seu próprio nome e em progredidos padrões de conforto e salubridade distanciou-se ainda mais dessa carente camada social em complemento ao peso tributário de sempre que inclui a habitação entre os ramos onde nem para todos e fácil fechar negócios e a descuidos no proveito pelos governos (e não à falta, por causa do volume de impostos) das quantias em espécie destinadas a suprir com ajudas bàsicas os contribuintes que enfrentam intempéries patrimoniais insuficientemente cobertas pelos princípios mercantis. Nunca sendo demais recapitular a necessidade de os virtuosos detentores do poder infiltrarem nos sistemas práticas sustentáveis de atendimento às demandas, tetos apoiados em decentes estruturas (pisos, paredes, vigas, colunas, fiação e quaisquer outros itens) merecem ter no comércio privado uma acrescida (através de relaxamentos na tributação) fatia de responsabilidade pela melhoria de vida dos que pelejam para terem-nos, em nome do papel desse modo aquisitivo como fator de sobrevivência para as diversas instituições sociais e o próprio Estado. De Campo Grande terá emergido um exemplo de saída para o déficit habitacional menos pesante sobre os cofres oficiais por meio do anúncio no fim de abril de cursos de adesão voluntária a serem ofertados um mês depois pela Emha (Agência Municipal de Habitação) e a Funsat (Fundação Social do Trabalho) vislumbrando formar entre a diáspora urbana remanescente da favela Cidade de Deus integrantes aptos a trabalharem pelo bem do conjunto concluindo as moradias que ocupará.

Voltem-se também com intenções de reordenamento os legisladores, em parceria com os juristas, para o acervo normativo que disciplina os limites espaciais e cronológicos na posse de áreas urbanas e rurais a fim de orientar rumo à harmonia o convívio tanto entre os detentores de glebas adjacentes quanto na linha sucessoria de posse.

O "parasitismo elétrico" é um dos fenômenos que validam a presença de Mato Grosso do Sul entre inúmeras porções do Brasil e do exterior onde lacunas no ordenamento territorial fazem história com todas as intensidades possíveis.

A velha questão dos conflitos de interesses entre indígenas e produtores rurais fez coro nesta unidade federativa junto aos registros de "gatos" na demonstração do que há tempos precisava ser corrigido. Trechos de nossa malha rodoviária foram bloqueadas por descendentes de grupos étnicos nativos enquanto se aproximava o momento em que o STF decidiria a validade do marco temporal, ideia para a demarcação de terras segundo a qual só pertenceriam aos índios aquelas ocupadas no instante do começo do vigor da atual Constituição, 5 de outubro de 1988. A ausência do ministro Dias Toffoli sob a alegação de problemas de saúde prolonga para além daquele 16 de agosto a inquietude dos descendentes dos primeiros habitantes desta pátria e das gerações enraizadas no DNA de seus colonizadores embasada na importância de seus respectivos usos das glebas na economia e na cultura nacionais. Se pôde ver a divergência de interessesmesmo entre membros da categoria social indígena no fim do mês antecedente, quando um grupo que trabalha na Chácara Morada do Sol junto com os patrões brancos repeliu tentativa por outros "irmãos étnicos" de aumento na cifra de propriedades rurais ocupadas em Dourados por meio de invasão da mesma. Gerando feridos leves, o episódio aproximou-se um pouco do clima tenso experimentado pelo Maranhão em maio na sequência do quase letal conflito entre supostos índios gamela, tribo oficialmente considerada extinta, e produtores rurais no município de Viana. Se desatarmos este nó, terão mais um exemplo a ser seguido países como Serra Leoa, onde a posse e o uso da terra submetem-se a dois antagônicos sistemas normativos de vigor restrito a distintas regiões da nação africana, remontando um deles ao tempo em que o lugar era colônia britânica, assim como o domínio lusitano do Brasil dera origem aos desacertos entre descendentes de europeus, nativos, quilombolas ou ambos que não haviam comprado a briga em seu princípio.

Em paralelo há partes deste país-continente e de fora que sediam disputas de espaços urbanos e rurais cujos principais fatores de distinção entre os vigores dos coletivos envolvidos são o poder financeiro e/ou o vínculo com as mais influentes confrarias políticas. Tendo suas moradias e lavouras destruídas em cerca de três invasões, entre 2015 e o último junho, por uma imobiliária com ambições de levantar seus empreendimentos, ocupantes de uma extensão de terra na avena Rosa Nantes, no bairro Nagib Queiroz, em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) sentem o impacto da carência em eficaz nível de objetividade nas sentenças jurídicas possíveis e em seu uso pelos magistrados com intuito de estabelecer o direito ao território a quem for cabível em linha apenas com os retos ditames da realidade, sem serem aceitos palpites da superioridade patrimonial de alguns envolvidos na disputa. A recompensa a se ter consolidando esse posicionamento em dito enredo e outros que estejam se desenrolando em nossa pátria e ambientes exteriores, conforme suas especificidades governatícias e culturais, inclui, como nas desavenças étnicas, o resguardo a vidas.

Apesar de não ter ganhado repercussão global, o assassinato em fevereiro do garoto de 10 anos Shukur Ali por rivais de seu pai em contendas fundiárias em Jagannathpur, upazila (subdistrito) no distrito de Sunamganj, Bangladesh, terá sido o atual limite para a insegurança ou desinteresse dos gestores públicos regionais e nacionais em dirigir sólidas respostas aos litígios. E o que dizer, retornando à conjuntura verde-amarela, dos campesinos de baixa renda recrutados pelo MST encorajados pelo órgão, braço do antigo regime representado em todas as esferas políticas da primeira eleição de Lula até o impeachment de Dilma, de cujo sonho em ter seu espaço agrário não são plenos donos, devendo se comunicar com as tenebrosas pretensões de quem comanda o movimento? Relatos de que um primeiro ataque de sem-terras possivelmente membros da facção a policiais chamados para dar fim ao terror causado por eles obrigou os fardados a abrir fogo contra a tropa extraoficial, aniquilando dez membros dela, na fazenda Santa Lúcia, em Pau D'Arco, no Pará, a 24 de maio, trouxeram à tona a barca furada em que pessoas pouco instruídas e ingênuas ingressam sob o poderio dos oportunistas usufruidores das omissões do governo na viabilização do acesso do contingente a solos próprios.

De tolerância nula são dignos os modos de captar e pagar por luz que, igualando os autores aos ladrões-mor de nossa nação, lhes tira moralmente o direito de contestar a corrupção de quem todos nós escolhemos para atender carências básicas à estabilidade social. O citado jeito de atuarem muitos colarinhos-brancos eletivos e parceiros seus também é o bastante para adotarmos critérios mais firmes na hora em que formos usar deste nosso direito, bastando levar em maior consideração o envolvimento ou a capacidade de os candidatos enfrentarem a indústria de privilégios que tem por subproduto a escandalosamente baixa disponibilidade a vários brasileiros e a gente de outras nacionalidades de elementares chances para o alcance de uma vida salubre e prazerosa.

(Referências:
http://www.topmidianews.com.br/geral/com-fogo-em-barricadas-sem-terras-interditam-saida-para-sp-e-mais-4/75850/

http://www.folhadaregiao.com.br/regi%C3%A3o/pol%C3%ADcia-encontra-gato-por-radiofrequ%C3%AAncia-em-loja-de-birigui-1.359317

http://www.folhadaregiao.com.br/opera%C3%A7%C3%A3o-gato-de-botas-2-completa-um-m%C3%AAs-e-pol%C3%ADcia-ainda-realiza-buscas-1.357768

http://www.midiamax.com.br/cotidiano/gatos-energia-eletrica-revelam-processo-favelizacao-dourados-350780

https://oglobo.globo.com/brasil/supremo-julga-nesta-quarta-feira-processo-sobre-terras-indigenas-parado-ha-15-anos-21709202

https://www.campograndenews.com.br/politica/marco-temporal-garante-seguranca-juridica-a-indios-e-fazendeiros-diz-reinaldo

http://d24am.com/politica/marco-temporal-stf-com-cara-de-general-custer-ou-de-touro-sentado/

https://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/contra-marco-temporal-indios-bloqueiam-acesso-a-distrito-de-dourados

https://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/trechos-de-rodovias-bloqueadas-por-indios-contra-marco-temporal-chega-a-10

http://www.douradosnews.com.br/noticias/cidades/indigenas-interditam-br-163-em-rio-brilhante

http://awoko.org/2017/07/28/sierra-leone-news-land-is-a-political-commodity-lahai-farmah/

http://hojeemdia.com.br/horizontes/mst-ocupa-fazenda-de-eike-batista-em-s%C3%A3o-joaquim-de-bicas-1.546488

http://www.folhadaregiao.com.br/popula%C3%A7%C3%A3o-denuncia-e-pol%C3%ADcia-flagra-mais-2-gatos-em-birigui-1.355233

http://m.topmidianews.com.br/cidade-morena/reporter-top-energisa-corta-gatos-em-comodatos-do-bairro-mario/74268/

http://www.folhadaregiao.com.br/regi%C3%A3o/pol%C3%ADcia-encontra-fraude-de-energia-em-academia-de-gin%C3%A1stica-1.354266

https://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/apos-confrontos-com-grupo-rival-indios-desistem-de-novas-invasoes

https://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/sitiantes-ficam-feridos-apos-confronto-com-indios-em-tentativa-de-invasao

http://www.midiamax.com.br/politica/bolsonaro-ms-sem-terra-deve-ser-recebido-bala-347338

https://www.seropedicaonline.com/utilidades/artigos/covardia-do-incra-com-acampamento-do-mst-marli-pereira-da-silva-em-paracambi/

http://www.regionalpress.com.br/2017/07/25/saldo-da-operacao-gatos-de-botas-2-tem-flagrantes-convertidos-em-prisao-preventiva-e-fianca/

http://www.debatenews.com.br/2017/07/04/area-em-conflito-no-nagib-queiroz-e-novamente-invadida/

http://www.debatenews.com.br/2017/06/14/moradores-protestam-contra-a-invasao-de-terras-no-nagib/

http://otavioaraujo.blogspot.com.br/2017/05/pau-darco-pa-identificados-as-10.html?m=1

http://m.diarioonline.com.br/noticias/policia/noticia-417531-ao-menos-10-mortos-em-troca-de-tiros-em-redencao.html

http://www.an10.com.br/noticias/8811-PAU-D%E2%80%99ARCO:-Dez-pessoas-morrem-em-confronto-coma-pol%C3%ADcia-

https://oimparcial.com.br/noticias/brasil-e-mundo/2017/05/comissao-de-direitos-humanos-vai-apurar-ataques-indios-gamela-no-maranhao/

http://www.olhardireto.com.br/juridico/noticias/exibir.asp?id=35816¬icia=mandante-de-chacina-de-colniza-fugiu-em-hilux-mesmo-com-cerco-da-pm-a-sua-casa

https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/afinal-quem-sao-os-gamela/

https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/terra-tem-historico-de-conflitos-entre-indios-e-agricultores/

https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/deputado-apresenta-documentos-de-posse-dos-gamelas/

https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/indio-gamela-descreve-como-foi-ataque/

https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/governo-solicitou-demarcacao-de-terra-indigena-funai-em-2016/

https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/sete-feridos-confirmados-em-conflito-entre-fazendeiros-e-indios-gamela/

https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/indios-gamela-reclamam-de-ameacas-desde-2015/

http://imirante.com/sao-luis/noticias/2017/05/02/tres-indios-estao-internados-em-estado-grave-em-sao-luis.shtml

http://www.24horasnews.com.br/noticia/dois-homens-envolvidos-na-chacina-de-colniza-sao-presos-mandante-e-identificado.html

http://www.midianews.com.br/policia/policia-civil-confirma-nove-mortos-em-chacina-em-colniza/294192

http://www.colnizamtnoticias.com.br/artigo/chacina-deixa-aproximadamente-10-mortos-na-gleba-taquarucu-do-norte-em-colniza-mt

http://www.midiamax.com.br/cotidiano/ex-moradores-cidade-deus-farao-curso-concluir-proprias-casas-339569

http://www.topmidianews.com.br/cidades/parceria-vai-capacitar-moradores-da-antiga-cidade-de-deus-para/68073/

http://www.prothom-alo.com/bangladesh/article/1092091/%E0%A6%A7%E0%A6%BE%E0%A6%B0%E0%A6%BE%E0%A6%B2%E0%A7%8B-%E0%A6%85%E0%A6%B8%E0%A7%8D%E0%A6%A4%E0%A7%8D%E0%A6%B0%E0%A7%87%E0%A6%B0-%E0%A6%86%E0%A6%98%E0%A6%BE%E0%A6%A4%E0%A7%87-%E0%A6%B8%E0%A7%8D%E0%A6%95%E0%A7%81%E0%A6%B2%E0%A6%9B%E0%A6%BE%E0%A6%A4%E0%A7%8D%E0%A6%B0%E0%A7%87%E0%A6%B0-%E0%A6%AE%E0%A7%83%E0%A6%A4%E0%A7%8D%E0%A6%AF%E0%A7%81-%E0%A6%86%E0%A6%9F%E0%A6%95-%E0%A7%AD

https://en.wikipedia.org/wiki/Upazilas_of_Bangladesh)

Comentários