Postagens

Mostrando postagens com o rótulo política

Outro país amigo de Cuba com estrutura teórica popular para virar ex

Dentro do próprio continente onde se localiza, parece começar a se fechar o cerco migratório ao Congo. Muitos residentes nessas terras tém se privilegiado podendo evadir-se dos efeitos dos caprichos do presidente Denis Sassou Nguesso e seus parceiros internos e exteriores sobre a harmonia populacional. Ao mesmo tempo em que representantes do mundo desenvolvido se acanham em fomentar economicamente e pelos métodos diplomáticos uma aproximação do sistema governamental congolês com a democracia, talvez por causa da estabilidade que o sustento desse estado de coisas dá aos negócios deles nesse solo, Cuba segue tendo na cúpula regente do Estado africano uma séria parceira no tipo de intercâmbio de favores para o qual deixa de estar disponível ao Brasil. E, não importa quando puder se realizar, a libertação dos congoleses quanto a seu cativeiro autóctone dispõe de ideias com esta origem para seu transcurso em caminhos justos.

Terminou sem previsões de retorno con o florescer de novembro a …

A maioria escolheu um novo caminho, mas não para por aí!

O comando político do país durante os quatro anos que há pela frente terá um perfil ligado como nunca antes à ânsia de uma maioria de eleitores por competência e honestidade na coleta e emprego dos recursos em espécie obtidos de todos os brasileiros com destino em serviços que se mantêm úteis independentemente da acessibilidade para cada indivíduo dos recursos concretos e abstratos favoráveis ao alcance e sustento do potencial para via mercado obter as benfeitorias. Após sua primeira derrota eleitoral em 16 anos, o PT, contudo, segue numa confortável posição para reaver a crença popular na benignidade do mofado regime através do que Jair Bolsonaro não puder, nessa fase de transição e após pôr de vez a mão na faixa presidencial, resolver entre as abusivas atitudes dele mesmo e de seus partidários colaterais a inovadoras propostas de gestão a serem implementadas pelo movimento.

Tal como cabe aos alvos, vimos o quão a vontade da maioria de nós pôde abalar a fé de mantenedores da velha po…

Projeto estadual intencionalmente mal iniciado e inconcluso por guerra jurídica

Enquanto a cadeira presidencial é disputada sob certezas de alguma mudança em relação ao perfil atual de alcance do cargo, o prognóstico para nosso governo regional é de mais quatro anos sob o comando de Reinaldo Azambuja. Com uma dominante propensão a acertar, a tendência de ação de grande parte do eleitorado sul-matogrossense sinaliza alongamento do prazo que o mandatário terá viável para, por um caminho à margem da lei construído em parceria com uma parte da própria justiça estadual que o tucano abduziu na rota de seus interesses, concluir a edificação do Aquário do Pantanal, deixado ao léu após ser pivô de indecorosos conchavos desde a gestão antecedente que o idealizara.

Neste ano eleitoral a liderança do Executivo estadual recobrou a vontade de retomar as obras no futuro centro de pesquisa e ponto turístico após três anos mantendo esses trabalhos fora do conjunto de prioridades tanto atreladas ao bem comum quanto inerentes a aspirações pessoais. Guiado desde o começo para inter…

Entre o caminho para o regresso e uma duvidosa via para a mudança

Jair Bolsonaro e Fernando Haddad disputaram a maior parte dos votos, sem ter nenhum alcançado uma plena maioria frente ao outro e os candidatos minoritários. Votos para impedir a volta do PT e corrigir com uma precaução que angarie suporte popular as nódoas deixadas pelo longo domínio do movimento na sociedade e nas instituições universalmente indispensáveis a ela não disponibilizaram-se em nível suficiente para nos guiar adiante de modo que suplantemos esse cenário de enganação e contenda.

Graças a um esperto uso de sua obrigatoriedade para quem não atende aos requisitos físicos e psíquicos para uma dispensa oficialmente consentida, a mobilização popular fora dos padrões costumeiros para o dia da semana em que ocorreu abre caminho para uma incrivelmente nova feição da identidade de ocupantes de cadeiras na Câmara e sobretudo no Senado e da representatividade dos partidos a que os congressistas estão filiados. Manejadas por todo o povo, as urnas estipularam mesmo para caciques o retor…

Detectado outro ponto onde caiu raio conhecido por aqui!

Passados cerca de quatro meses da greve em que os caminhoneiros se mobilizaram com de fato popular suporte, a reforma fiscal proposta e agora aprovada pelo governo de Costa Rica – o país centro-americano do qual era o nome depois adotado pelo município situado no nordeste sul-matogrossense – passou a contar com uma resposta do funcionalismo público que similarmente resulta em um apagão logístico, educacional, hospitalar etc. Aos correntes ocupantes eletivos das instituições públicas brasileiras, a quem anseia ser escolhido pela sociedade para renovar o quadro gestor delas e à massa tida como apta para fazer a escolha eis junto à fase terminal da política e economia venezuelanas outra realidade com êxitos e passos em falso por sob a lente da qual deve passar nosso entendimento da aptidão de cada candidato aos postos que podem ocupar nos próximos quatro anos.

Recém-eleito, o presidente Carlos Alvarado já tem seu governo submetido a um aparatoso teste de temperança com a apresentação de …

A legitimaçào de um combate dependendo de seu ritmo

Prisões e inquéritos contra políticos e parentes e amigos dos mesmos com participação em suas atividades interessantes aos procedimentos conturbam com singularidade a jornada pré-eleitoral em Mato Grosso do Sul e Paraná. O fenômeno é uma via de mão dupla, por onde o colégio eleitoral pode se dirigir às urnas em meio a uma menor acessibilidade de ultrapassados e inescrupulosos nomes ao mesmo tempo em que alegações de atraso nas medidas estimam o nocivo potencial da situação para os candidatos ilibados em caso de proveito político dela.

Em busca da extensão democrática de seu mandato, o governador Reinaldo Azambuja vê a benignidade que projeta ante os eleitores ser confrontada aos olhos destes com provas de sua solidez que ele tentou dissimular. Partiu du Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao qual no ano passado recorrera o tucano contra averiguações de seu contato com a JBS, o comando para buscas e apreensõem em sua casa, na Governadoria e endereços de outras pessoas que ainda foram …

História, um bem comum indefeso no Brasil

Cerca de três meses após completar seu bicentenário, boa parte do acervo abrigado pelo Museu Nacional do Rio de Janeiro sucumbiu ao recente processo de alívio no entendimento governamental da necessidade de em níveis dignos de priorização se manter a lida com o ordenamento do prédio. Ainda mais cronologicamente pueris eram planos de socorro ao museu e a similares patrimônios históricos planejados para virem ao conhecimento geral após o dia do fato previsto para ser evitado através deles. O tempo que, sem ideias de reavivamento no interesse público, privado e social pela manutenção das memórias materiais, os candidatos universais a presidente e os competidores por vagas no Legislativo federal, nos poderes similares e no Executivo dos estados alcançáveis pela vontade popular de suas regiões de origem deixam fluir para o esgoto faz continuar longe do ideal a certeza de que evoluamos na atenção psra com nossa história e passemos gerações adiante os exemplos certos.

Abruptamente se definiu…